Navegue para frente para acessar os resultados sugeridos

    Design barato: dicas da Superhost Huma

    Uma editora de moda e Superhost divulga seus segredos para economizar dinheiro.
    Por Airbnb em 9 de abr. de 2019
    Leitura de 4 minutos
    Atualizado em 18 de abr. de 2022

    Localizada no distrito de Stockwell, no sul de Londres, encontramos uma casa vitoriana verde clara com uma porta rosa framboesa. Empurre a maçaneta no centro da porta, suba as escadas desgastadas e você verá a luz do sol iluminando uma cama vintage, posicionada sobre um parquet largo de madeira em contraste com paredes de um azul-turquesa arrojado. Bem-vindo à acomodação da Superhost Huma, uma casa histórica de quatro quartos repleta de comodidades modernas.

    “É uma sinfonia de estética deslumbrante", conta Mimi, de Viena, Áustria, apenas um dos muitos hóspedes que comentaram sobre o estilo e decoração de Huma. “Cada pequeno detalhe é muito bem pensado, e todos os móveis tem sua própria história para contar.”

    Ao analisarmos os cuidados que foram dados à decoração de Huma, talvez seja difícil acreditar que ela não tenha nenhuma formação em design de interiores — apenas uma paixão por design de casas e o desejo de cultivá-lo nas hospedagens.

    A Superhost deu um tempo na pintura de uma estante e compartilhou como começou a hospedar, dicas de renovação de uma casa antiga com um orçamento limitado e como equilibra a hospedagem com um emprego em tempo integral como editora de revistas.

    Tudo em sua acomodação é charmoso e bem organizado. Sua experiência vem das revistas?
    "Trabalho como editora de uma revista de moda independente, mas me interesso por interiores há muito tempo, muito antes de começar a trabalhar em revistas. Comecei a colecionar coisas para minha primeira casa antes de tê-la; adoro coisas aleatórias como talheres, e devoro revistas de interiores. Tudo isso em busca de como eu decoraria minha primeira casa."

    E então você decidiu usar isso para hospedar no Airbnb?
    "Bem, quando eu me juntei inicialmente em 2012, as Olimpíadas estavam acontecendo, e todo mundo dizia que dava para ganhar um dinheiro com isso. Não era meu plano fazer fortuna, só preencher uma lacuna. Na época, eu estava entre inquilinos e vendendo meu apartamento. Só em 2016 comecei a hospedar na minha própria casa. Antes disso, eu dividia a casa com outras pessoas, então decidi dar uma chance para o Airbnb em um dos quartos. Pensei que seria temporário, mas, um a um, comecei a ocupar os quartos. Até que meu último colega de moradia saiu no verão passado, e agora todos os três quartos estão no Airbnb. Eu não tinha planos. Tudo evoluiu naturalmente e meio que tomou o controle."

    Conte-nos sobre a renovação de sua casa. Parece que foi uma grande empreitada.
    “Esta casa passou por uma grande reforma. Não sei o quanto gastei com isso, mas o mais caro foi a mão de obra: construtores, encanadores, rebocadores e coisas que eu não consigo fazer sozinha. Em termos de decoração, gastei muito menos dinheiro do que as pessoas imaginam. Sou obcecada por pechinchas. Raramente pago o preço de varejo por alguma coisa. Muitos dos meus móveis são vintage, e posso comprá-los a um bom preço no eBay. Uma parte foi de graça, coisas que encontrei por acaso. Como quando estava visitando meu irmão, vi uma cadeira e gritei: "Pare o carro!" A forma da cadeira era muito bonita, e não estava infestada, (sempre devemos conferir!), então pude pintá-la. Posso transformar uma peça antiga, contanto que tenha uma boa estrutura para começar."

    Você acha que todas as suas pechinchas e restaurações valeram a pena?
    "Ah, sim, acho que a razão número um do porquê as pessoas reservam minha acomodação se deve à aparência dos interiores. Elas notam e comentam."

    Tem alguma dica para os anfitriões que desejam redecorar, mas podem achar que o tempo ou o investimento financeiro é muito grande?
    "Em primeiro lugar, a maneira mais barata de mudar uma sala é a pintura. Ao comparar o impacto e o custo, você pode fazer muito com uma pintura. Pessoalmente, acho que a tinta branca é uma escolha ruim. A menos que você tenha um espaço industrial do tipo loft, o branco é frio, brando e suja realmente muito rápido. A cor que uso mais é cinza. Você tem aquele pano de fundo neutro que combina com qualquer coisa, mas que é mais sofisticado do que o branco, e a sujeira não aparece tão rapidamente. Um cinza-claro é uma boa opção para as pessoas testarem se não estiverem acostumadas a usar cores, porque pode combinar com qualquer coisa."

    Como você equilibra seu trabalho em tempo integral com hospedagem?
    "Trabalho em casa quase todos os dias, o que me permite ter a flexibilidade para hospedar. Se eu tivesse que ir a um escritório todos os dias, acho que não seria capaz de fazer isso. Tenho ambas as telas abertas, assim posso entrar e sair do meu trabalho da revista, do gerenciamento do Airbnb e do meu email. Nem sempre posso responder imediatamente, mas na maior parte do tempo respondo em 30 minutos, e os hóspedes geralmente ficam bastante impressionados e apreciam isso. Então não fico constantemente olhando para a tela do computador, mas sou notificada pelo aplicativo do Airbnb.

    "De manhã, quando tomo meu café, me certifico de estar atualizada para poder planejar o resto do dia. Preciso estar bem concentrada, organizada, e pensar sobre o que tenho que limpar e preparar primeiro. O quarto sempre vem em primeiro lugar. A última coisa que você quer é que o quarto não esteja pronto quando o hóspede chegar. Depois vou para os banheiros."

    Quer acrescentar alguma coisa?
    "No início, me preocupava se estava recebendo poucas reservas naquele mês, mas aprendi a ficar mais tranquila sobre isso. Se você está dando seu melhor, não se preocupe, as reservas vão chegar. Tenha confiança e acredite no seu produto. Ah! Você nunca fará tanta limpeza e lavará tanta roupa na vida."

    Airbnb
    9 de abr. de 2019
    Essa informação foi útil?